21/08/08

Rua Emília das Neves






"Rua Emília das Neves", Artur Inácio Bastos (1961)
In Arquivo Municipal de Lisboa



Há 47 anos atrás era uma rua ampla de dois sentidos, ali quase às Portas de Benfica… hoje em dia, passou a ser de sentido único.
E, durante a semana, ao fim da tarde, não é raro ver os condutores em lutas renhidas para conseguirem atravancar (sim, porque estacionar é bem difícil!) as suas viaturas no ínfimo espaço ainda existente.

A casa familiar logo no fim da rua, antes de darmos a volta para a Estrada A-Damaia e para o Mercado de Benfica, foi substituída por uma Clínica Veterinária.
E ali logo ao lado ainda subsistem duas lojas, como noutros tempos.

Noutros tempos, foi uma rua repleta de vivendas lindíssimas, as quais, com o passar dos anos, foram dando lugar a prédios de 3 andares (inicialmente, habitados por famílias de militares).
A cada ano que passa os residentes octogenários vão partindo, sendo substituídos por famílias jovens.






Tal como outrora, hoje em dia, a Rua Emília das Neves é, sobretudo, uma típica rua de bairro, onde todos se conhecem e ainda existe alguma entreajuda (e coscuvilhice extrema) por parte dos vizinhos.
E é, também, a rua onde habito há já 3 anos!...





6 comentários:

JP disse...

ol� vizinha :). conhe�o bem a rua. passava l� todos os dias para apanhar o electrico e mais tarde para levar a filhota � escola, ao s. crist�v�o. escolheste bem para morar.

Alexa disse...

Muito obrigada, JP!
Já não sou do tempo do eléctrico, mas recordo-me bem de quando o terminal/apeadeiro do autocarro nº 16 ligava a Emília das Neves com a Estrada de Benfica... outros tempos.
O S. Cristovão ainda por aqui permanece, agora com as portadas das suas altas janelas mais coloridas.
Um abraço vizinho

JP disse...

um dia destes vou ao pedro (lukas) cortar o cabelo. temos q ir beber um café ao mona lisa :), que achas?

Alexa disse...

JP: convite aceite! :)
O Monalisa é o "meu" cafézinho predilecto lá no sítio!
Manda mail quando estiveres a pensar lá ir (palavraseimagens@gmail.com).
Um abraço

Filipa & os 7 Oficios disse...

Olá!
Conheço esta rua muito bem, o meu pai teve aí uma loja de loiças e vidros que agora é o café da "Minda".
Daí eu passar dias inteiros nessa rua para traz e para a frente...
Bom sitio

Sónia Melo disse...

Boa noite
Antes de mais agradeço pelas memórias que me fizeste despertar! Passei 20 anos da minha vida nesta rua. Não me lembro do electrico mas lembro-me da paragem do 16 e a evolução do centro comercial nevada :)
E já agora, Filipa, acho que te conheço. A loja do teu pai não era uma que ficava com um toldo grande por cima, que fazia canto, ao lado do Nº 17?
Beijinhos e obrigada pelas memórias :) Adorei o blog!