30/06/10

São Domingos de Benfica Ontem e Hoje (6)

Falava eu aqui no outro dia no Mimo de Benfica, o café do Sr. João, onde tudo tem uma apresentação limpissima e arrumadissima e onde são todos muito bem educados. Apetece-me voltar a falar neste café porque quando regresso a Lisboa não deixo de passar por la para beber uma italiana enquanto espero pelo autocarro. Este mês de Maio não foi excepção... é engraçado pensar que passaram 5 anos que ja não vivo em Lisboa e quando entro la dentro, apesar de apenas trocarmos um "bom dia", sei que conhecem o meu pedido, mas perguntam sempre por educação e nunca se esquecem de trazer o copo de agua que não pedi mas que queria pedir... dizia eu que em tempos aqui tinha existido uma mercearia e que não me lembrava do nome do senhor e da sua esposa. Pois também me cruzei com ele no mês de Maio e como relembrava aqui um dos nossos leitores, era a mercearia do Senhor Baltazar


Agora olho para a fotografia a preto e branco, vejo os carris do electrico e penso se nesta altura, naqueles toldos ja existiria a dita mercearia ou se existiria ali outra coisa. Em todo o caso, mesmo a preto e branco, parece uma tarde de Verão de Sabado e de Agosto, lembro-me de la irmos comprar guloseimas enquanto disfrutavamos vagarosamente dos três meses de férias...

5 comentários:

xávi disse...

J

Tenho 50 anos e vivi no Largo Conde de Bonfim desde que nasci até aos 37. Os prédios do Largo que engloba a loja, que é agora o café, são casas com cerca de 55 anos talvez menos. Desde que me lembro da loja era uma mercearia e o Srº Baltazar já lá estava. O Srº Baltazar tinha uma arrecadação no rés do chão do prédio que se vê na sua foto. Os comerciantes diremos nós agora "tradicionais" eram parte integrante da comunidade, conheciam as famílias suas clientes, da avó ao neto, e participavam ( participam creio que ainda hoje ) em certos momentos de maior intimidade das famílias como nos velórios de algum falecido. Foi o caso do Srº Baltazar quando a minha avó materna faleceu, o que eu não compreendi bem na altura, com a verdura da idade.

J. disse...

xavi,

então é bem provavel que aquele comércio que aparece na fotografia a preto e branco (que pertence ao arquivo municipal) seja ja a mercearia do Sr. Baltazar. A cave da antiga mercearia deve ser hoje a cozinha do café do Sr. João, o Mimo de Benfica! :)

E verdade essa proximidade que havia entre as pessoas. Hoje ha cada vez menos comércio tradicional, ha lojas que tentam apostar nele e que pouco tempo depois fecham e assim essa relação que se estabelecia antigamente entre comerciantes e familias tem vindo a desaparecer... as proprias pessoas desaparecem...

Mas é bom saber que ainda ha vizinhos por ali ;)

analu disse...

E por falar precisamente nesta rua, deram-se conta que abriu uma loja para animais onde era uma antiga loja de artigos de desporto?
E mais uma loja a encerrar e dar luz a outro negócio; vi também que a Perfumaria Lino (da Jú) estava hoje mesmo a ser "desmontada". Questionei, o que irá nascer por ali? Será mais uma loja de chineses? Vocês sabem quantas lojas de chineses há desde a Univ. Internacional até ao Califa???? Precisamente 8!!! E parece que vai abrir mais uma onde era uma loja de móveis (La Senia) ao lado mesmo da Univ. Internacional. Será que já não chega???? Não tenho nada contra as pessoas, mas este tipo de negócio também arrasa o tradicional. Não há limites?????

HR disse...

O Sr. Baltazar morava na Rua do Montepio Geral...

J. disse...

vi o sr. baltazar em maio, precisamente no "tunel" ou "na passagem" e ia em direcção à rua montepio geral :)