14/01/13

Os Cinemas Fonte Nova



Depois de ter lido este artigo no publico sobre o livro "os cinemas de lisboa" de Margarida Acciaiuoli abri uma caixa onde guardo uma data de coisas antigas e descobri alguns bilhetes de cinema, entre eles, um bilhete do cinema Fonte Nova. Em 1989 ir ao cinema custava 330$ (1.65€ hoje parece quase absurdo). Nesta altura os bilhetes tinham cara  indicavam a que sessao iamos, a fila, o numero do lugar e quantos bilhetes ja tinham sido vendidos. Creio que a ultima vez que vim um filme no fonte nova foi Gainsbourg (Vie héroïque). Hoje os lugares já nao sao marcados, penso que por nao se justificar. O numero de pessoas na sala é tao reduzido que qualquer um tem lugar com boa visibilidade. Eramos poucos de facto nessa noite. De todas as salas de cinema em centros comerciais, as do cinema do Fonte Nova sao as minhas preferidas. Pela selecção, pelo cinema familiar, por nao haver pipocas (pelo menos nao tenho memória disso). 

Sabiam que este cinema é o que tem o bilhete mais barato, uma vez por semana, de todos dos cinemas de Lisboa? E sabiam que fazendo compras no Pingo Doce do centro comercial podem ganhar lugares para o cinema, ocasionalmente? (a confirmar em que alturas) 
Fico contente por saber que ainda existe e que faz o que pode para encher as salas, mantendo uma boa selecção.

5 comentários:

Vera João Espinha disse...

Podem não ser salas XPTO, mas são as minhas salas de cinema preferidas. Sem pipocas, com visibilidade e com intervalo.

Xávi disse...

Tem toda a razão, os cinemas do Fonte Nova tem muitas vantagens; livre de mastigadores de pipocas ,boa visibilidade, intervalo...
O seu post, Vera João, fez-me recuar ao tempo da minha adolescência nos idos de 70/80, e lembrar da pena sentida pela malta de não termos nenhum cinema em São Domingos e em Benfica. Na altura não havia metro na zona, nem viaturas próprias para nos deslocarmos para mais longe. Talvez o cinema mais próximo fosse o cinema Berna. Frequentava na altura as sessões da meia-noite no City Cine, perto do Imaviz, e ainda o Avis ( no Arco Cego ), o Quarteto ( Bairro São Miguel), o Caleidoscópio ( Campo Grande) o ApOLO 70( Rua Júlio Dinis)...

Cristina Basílio disse...

O Fonte Nova continua a ser um dos meus locais favoritos para uma sessão de cinema. Apesar de gostar de filmes mais alternativos, sempre que passa um filme que me agrada, a ida é sempre ao cinema do bairro, que é assim que o vejo, apesar de já não viver ali. Gosto da sensação de proximidade e mesmo que não tenha o glamour de ser uma casa de cinema, um edifício específico como o Condes ou o São Jorge, gosto da "Experiência Fonte Nova". Vai-se pelo filme e não pelo convívio ruidoso perturbador da felicidade alheia.
Agora que escrevo, já há bastante tempo que não vou ao cinema...

Luís Miguel Viterbo disse...

Aqui vão dois pequenos acrescentos.

330$00, a preços de hoje, são 4,16 € (cálculo). Os bilhetes de cinema estão a cerca de 1,5 vezes este valor. Tendo em conta a enorme diminuição de espectadores, não me parece que nos possamos queixar, pelo contrário.

Salvo erro, todos os cinemas da Medeia, incluindo o Fonte Nova, têm um preço reduzido de 4,50 €. No Monumental, pelo menos, esse preço é praticado não só às segundas-feiras mas também todas as tardes de 3ª a 5ª.

J. disse...

parece que ha um "grupo" de adeptos dos cinemas fonte nova :) realmente tem qualidade dificeis de encontrar noutras salas de hoje.

enganei-me no calculo do bilhete, ja corrigi, penso que 330$ correspondem, a euros, a 1.65€