21/01/11

A Lição


O professor já topara, o puto atrasado e com pouca vontade em começar o aquecimento, enquanto os colegas esperavam sentados no chão, nas suas posições na sala que funcionava como se fosse um ginásio. "OH ! SEU ZÉQUINHA …"ouvia-se então a voz do professor a troar pelo ar, o puto retardatário ainda arrastar-se com o frio da manhã, a enfiar o blusão, ainda não estava a perceber, se fosse preciso o professor aproximava-se e abria muito os olhos, "SEEUU... ZÉQUIIIiNHA ...!!!", podia-se sentir o seu hálito , e o puto lá percebia ... Era a sério, mas era "uma coisa teatral, de meter medo" , o que fazia o Professor Martins , no resto dava lições. Na Escola Preparatória Pedro de Santarém, acabada de inaugurar em Benfica, mesmo no início de 70, foi o professor que me marcou mais em três anos.
Nas aulas do Professor Martins desenvolviamos durante a semana o Atletismo e o Voleibol, e aos sábados participávamos nas actividades "circum-escolares" do desporto escolar. Eu adorava futebol , nunca o joguei nas aulas de ginástica mas em troca fiquei com os gestos técnicos indispensáveis à prática de desportos que não conhecia; as manchetes, os puxanços, os vóleis, primeiro o domínio individual, depois os jogos e em seguida a competição. O atletismo fazia-se à volta da escola, nas corridas longas, marcaram-se as pistas para a velocidade , atrás das oficinas.
Na porta envidraçada de acesso ao bufete dos alunos, nessa manhã de segunda -feira, estava afixada uma nota do Profº Martins, sobre os resultados do desporto escolar de fim de semana. "No corta-
-mato realizado no domingo passado no Campo Grande, conseguimos o 3º lugar. A equipa esteve incompleta, sem Xavier e Hilário
".
Durante a semana anterior tínhamos treinado para o corta-mato, saía-nos os bofes pela boca, eu sempre gostara de correr, desembaraçava-me nas corridas de resistência, lutava pelo primeiro lugar mas nem sempre o conseguia, o professor incitava-nos. Estava convocado para o corta-mato, no domingo às 10 horas! Acontece que eu gostava muito de futebol e aos domingos ia com o meu avô à Luz , ver o Benfica; começava às onze da manhã com os juniores, à tarde os seniores, era o programa completo de futebol " à antiga portuguesa". Enganei-me de propósito na hora da convocatória do corta mato, para o perder, e seguir para o futebol ,a tempo de ver o jogo dos juniores , ou seja , preferi a bancada à competição.
Na segunda feira lá estava a notícia no vidro afixado, e havia uma parte que era "toda ela para mim"; eu pertencia à equipa de atletismo do Pedro de Santarém, a minha presença podia ter feito a diferença . O professor Martins nunca me pediu explicações da minha ausência, não foi preciso, a Lição estava dada.

Dedico este texto à memória do Professor Martins

foto retirada do sites.esjgf.com/esjgf/historia-1/.../escola-basica-2-3-pedro-de-santarem

6 comentários:

J. disse...

;)

Julio Amorim disse...

Frequentei a Pedro de Santarém no ano da inauguração 69-70 e, o Professor Martins deixou-me gratas recordações para sempre. Foi ele que despertou o meu interesse pelo atletismo e, foi com os seus treinos e incitamentos que a Pedro de Santarém dessa altura se afirmou no distrito como a melhor equipa escolar de atletismo. Era um homem descontraído, com um excelente poder de observação e, que sabia bem o rumo que queria dar às coisas. Dos poucos professores em Portugal que ficaram com um cantinho "cá dentro".
Encontrei-o a última vez em 1972 na Estrada de Benfica, depois, nunca mais soube nada dele. Será que este excelente professor ainda por cá anda?

João Xavier disse...

Infelizmente não, já partiu, mas continua na memória de muitos de nós, da nossa geração e de outras muito mais recentes. Há dois anos voltei à Pedro de Santarém, para um trabalho de formação com jovens professores que trabalhavam na actividadades de enriquecimento curricular nas escolas do agrupamento e um deles, de educação física, referiu como também a ele o Professor Martins o marcou a ponto de ter sido decisivo na sua escolha profissional. Um Abraço.

Julio Amorim disse...

Lamento!
O meu interesse pelo atletismo ficou para sempre e, isso, graças a ele. Pena o professor Martins já não poder ler os nossos comentários....pois bem os merecia.
Talvez seja o ponto mais nobre a que um professor pode chegar; mostrar bom rumo aos seus alunos...e nunca mais ser esquecido.

Luciano Canelas disse...

Andei na "Pedro" em 67/68, e lembro-me bem do professor Martins.
Na altura tive um bocado a mania que sabia jogar Volei, curei-me.
Abraço e parabéns.

Margarida Soares disse...

Andei na Pedro 2 anos, 91-93, tive o Prof Martins no ultimo ano. Por causa dele tenho um AMOR ao volei que não se explica. Se tivesse continuado na Pedro telvez hoje fosse jogadora...
Grande professor